Pages

NIKOLAI FREDERIKSEN

fev. 8, 2021 0 comments

NIKOLAI FREDERIKSEN

CONTRATADO PELA JUVENTUS QUANDO TINHA APENAS 18 ANOS, É NA ÁUSTRIA QUE NIKOLAI FREDERIKSEN VAI ARRASANDO QUEM LHE SURGE PELA FRENTE. FRUTO DE UMA CAPACIDADE FINALIZADORA IMPRESSIONANTE, BADEN É UM DOS JOVENS AVANÇADOS COM MAIS GOLO E MAIS EFICAZES DA EUROPA. CADA VEZ MENOS POTENCIAL, E CADA VEZ MAIS UMA CERTEZA.

2020/21 traz boas notícias ao reino da Dinamarca. Futebolisticamente falando, isto é. Afinal, pode muito bem ter os dias contados a sobre dependência goleadora de Christian Eriksen por parte da seleção nacional dinamarquesa. Por fim, a dinamite volta a ter pólvora e o regresso de uma Dinamarca explosiva no campo internacional poderá estar prestes a acontecer. À equipa de Kasper Hjulmand vinha faltando algo difícil de resolver, golo, mas a afirmação goleadora de jogadores como Jesper Lindstrom ou Jonas Wind, mas, principalmente, de Nikolai Baden Frederiksen, poderá ser a peça chave que faltava na engrenagem da seleção vermelha e branca.

Surgido na equipa principal do FC Nordsjaelland na icónica temporada 2017/18 do clube de Farum, é agora, anos mais tarde, na Áustria, que Nikolai Frederiksen vai arrasando tudo que lhe aparece pela frente. Emprestado pela Juventus ao WSG Tirol, o jovem avançado de 20 anos vai sendo esta temporada um dos quatro avançados sub-21 mais eficazes do futebol europeu. Curiosamente, os três primeiros, são jogadores nórdicos: Erling Haaland, Jörgen Strand Larsen e Jesper Lindstrom. Com oito golos em catorze jogos, Nikolai Frederiksen ocupa o quarto lugar entre os melhores marcadores da Bundesliga, mas nenhum deles revela tanta eficácia como o dinamarquês. Kara e Koita remataram mais vezes, Daka, rematou tantas quanto Frederiksen.

Para marcar um golo, Nikolai Frederiksen precisa em média 4.6 remates tendo apontado oito golos na Bundesliga em 37 remates no total. Com as duas assistências que também já rubricou, o avançado de 20 anos do clube alpino é um dos oito jogadores da Bundesliga com maior participação direta em golos e, isto, jogando menos minutos do que seis dos seus adversários. Tudo o que Futte precisava era de uma oportunidade e, à primeira verdadeira chance que vai tendo na carreira, o avançado dinamarquês vai correspondendo com golos.

Golos foi o que nunca faltou na carreira de Nikolai Frederiksen, diga-se. Pelas seleções jovens da Dinamarca foi internacional em todos os escalões até aos Sub-19 e nunca deixou um patamar em branco. Pelos Sub-17 do seu país, Futte marcou mesmo seis golos em nove encontros e foi esse impressionante registo goleador ao serviço do seu país que levou a Juventus a pagar mais de um milhão de Euros para o retirar ao FC Nordsjaelland quando o jovem avançado tinha apenas meia dúzia de jogos pelos Tigres e uns tenros 18 anos.

Foi ao lado de nomes como Victor Nelsson, Mads Pedersen, Karlo Bartolec, Andreas Skov Olsen, Mikkel Damsgaard, Andreas Skovgaard, Magnus Kofod Andersen ou Mathias Jensen que Nikolai Frederiksen fez a sua estreia pelo FC Nordsjaelland durante a icónica temporada 2017/18. Os Tigres podem até nem ter vencido o que fosse nesse ano, mas será certamente recordado no futuro como uma equipa de culto, não só pelo futebol ofensivo que praticou, mas principalmente pela quantidade de talentos que deu a conhecer ao mundo e começam agora a despontar um pouco por todo o lado.

Incrivelmente eficaz, Nikolai Frederiksen vai marcando golos de todas as formas e de todas as maneiras. Os seus oito golos surgiram de um valor de golos esperados de 3.4 xG, sintomático de um avançado capaz de marcar as menos prováveis oportunidades de golo. Para isto muito contribuiu uma grande capacidade técnica que lhe permite, igualmente, fazer qualquer posição na frente de ataque da sua equipa. Canhoto, é especialmente forte no remate de meia distância levando já dois golos na Bundesliga com remates de fora da área, reforçando a ideia de uma capacidade finalizadora acima da média exponenciada pela qualidade técnica da sua finalização e pela inteligência posicional que lhe permite estar sempre ativo na procura da melhor posição a ocupar.

Natural de Odense, Nikolai Frederiksen rumou ao FC Nordsjaelland com 15 anos idade e foi um par deles mais tarde que ascendeu à equipa principal do clube de Farum. Pelo meio, o agora avançado da Juventus chegou a treinar à experiência no Liverpool FC, integrando a equipa Sub-16 do clube inglês quando tinha apenas 14 anos. Baden não ficou em Inglaterra, mas mudou de ares rumo aos Tigres do FC Nordsjaelland precisando de pouco tempo para convencer a Juventus a pagar mais de um milhão de Euros pelo seu potencial. Pelo FC Nordsjaelland, Nikolai Frederiksen fez apenas onze encontros em 2017/18, contribuindo com três golos para a temporada da equipa de Farum. Três golos conseguidos a partir do banco e pouco depois de ter entrado em campo. Fez golos ao Randers FC em duas ocasiões jogando apenas seis minutos, com o outro golo a surgir frente ao Silkeborg IF num encontro em que jogou uma dúzia de minutos.

Baden entrava na temporada 2018/19 como um dos jogadores a ter em conta na Liga Dinamarquesa, mas ainda antes de conseguir deixar a sua marca no país natal foi recrutado pela Juventus. Sem espaço na equipa principal, evoluiu na equipa Sub-19 da Vecchia Signora. Marcou quatro golos em treze jogos na Liga Primavera e foi um dos jogadores do emblema italiano que participou na UEFA Youth League desse ano. A sequência de três golos e uma assistência a terminar a temporada 2018/19 deixava água na boca, mas a mudança para a equipa Sub-23 e, mais tarde, na segunda metade da época, para a Holanda e para o Fortuna Sittard revelou-se um patamar difícil de subir para Nikolai Frederidksen.

Baden praticamente não jogou durante toda a segunda metade da época 2019/20 e o empréstimo ao WSG Tirol era exatamente aquilo que o jovem avançado dinamarquês precisava para brilhar. Num contexto mais adequado, num futebol altamente ofensivo e dinâmico como o austríaco, Nikolai Frederiksen vai mostrando o que é capaz e correspondendo com golos. Hoje é um rapaz confiante. Aos 20 anos, tem toda a carreira pela frente, tendo já dado mostras de não ter medo de arriscar. Hoje, é cada vez menos potencial e cada vez mais uma certeza.

Comentários

POSTS RELACIONADOS

{{posts[0].title}}

{{posts[0].date}} {{posts[0].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[1].title}}

{{posts[1].date}} {{posts[1].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[2].title}}

{{posts[2].date}} {{posts[2].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[3].title}}

{{posts[3].date}} {{posts[3].commentsNum}} {{messages_comments}}