Pages

EDWARD CHILUFYA

dez. 20, 2021 0 comments
EDWARD CHILUFYA

VELOZ E EXPLOSIVO, IMBATÍVEL NO UM PARA UM E UMA AMEAÇA CONSTANTE À BALIZA ADVERSÁRIA, EDWARD CHILUFYA FOI UM DOS MAIORES DESEQUILIBRADORES DA LIGA SUECA EM 2021, COM UMA CAPACIDADE PARA IMPACTAR NO ÚLTIMO TERÇO AO ALCANCE DE POUCOS

2021 voltou a ser uma temporada espetacular para o futebol sueco. Tal como em 2019, a luta pelo título foi até à última, com o Malmö FF a sagrar-se campeão no photo-finish batendo o AIK, apenas, na diferença de golos. A diferença, para 2019, foi o desfecho final. Apesar de ter estado na luta até bem perto do final, o Djurgårdens IF acabou por claudicar, mas se houve razão, além de Magnus Eriksson, para a luta até final do conjunto de Estocolmo, essa, foi Edward Chilufya.

Em 2019, Chily já ia tendo o seu espaço na primeira equipa do Djurgården tendo chegado ao clube um ano antes. Porém, foi já em 2020 quando começou realmente a ser uma opção de relevo para a dupla Kim Bergstrand/Thomas Largerlöf, mas nunca com o impacto conseguido em 2021. Chilufya tinha prometido uma temporada como esta e não dececionou. Depois de dois golos e três assistências em 2020, o extremo zambiano foi uma das figuras da temporada sueca terminando-a com uns impressionantes catorze golos e quatro assistências em trinta e quatro encontros repartidos entre liga e taça.

Com oito golo e duas assistências somente na liga sueca, Edward Chilufya estabeleceu-se como um dos grandes desequilibradores da competição e não fosse o isolamento que o zambiano sentiu na frente de ataque da equipa da capital sueca e o desfecho da Allsvenskan podia ter sido bem diferente. Chilufya remou contra a maré, foi o farol ofensivo do Djurgården, mas acabou por ser curto para levar o clube ao título repetindo o feito de 2019. Ainda assim, com participação direta em dez golos da sua equipa, Chilufya foi um dos jogadores mais determinantes da competição e entre os U23 da mesma, apenas Amoo e Walemark estiveram envolvidos em mais golos e assistências.

Mais do que um extremo, Edward Chilufya é um avançado interior, segundo avançado, que apesar de descair para o corredor direito tem uma forte influência em zonas mais centrais e em situações de finalização. Chilufya é homem de finalização e de último terço e por isso não surpreende que tenha terminado a temporada entre os jogadores com mais toques na bola dados dentro da área adversária, e com mais ações concretizadas no último terço, apesar de, em teoria, ser o extremo direito do ataque do Djurgården.

Absolutamente letal em campo aberto e com espaço para explorar, Chilufya ficou até a dever a si mesmo um melhor registo em matéria de golos marcados. Apesar dos oito tentos conseguidos na Allsvenskan em 2021, o registo expetável de 8.91 com que terminou a época são elucidativos da capacidade do zambiano surgir em posições de finalização acabando por nem sempre aproveitar esse bom posicionamento para faturar. Veloz e explosivo, Chilufya é praticamente imbatível quando parte para cima do defensor adversário muito por culpa da capacidade que tem para piques repentinos e mudanças extremas de velocidade tendo terminado a época como o rei do drible na Allsvenskan, e por larga margem.

Ao quarto ano na Suécia, Edward Chilufya teve finalmente a sua temporada de explosão. Formado na Mpande Academy, o “Tigre” leva já quatro internacionalizações pelo seu país tendo sido um dos responsáveis pela conquista da Taça das Nações Africanas Sub-20 conseguida pela Zâmbia em 2017 ao lado de nomes como Fashion Sakala, Enock Mwepu, Patson Daka ou o companheiro de equipa Emmanuel Banda. O jovem extremo já tinha deixado boas indicações em 2020, mas foi em 2021 que se assumiu como uma das figuras da sua equipa e de toda a competição.

Chilufya já tinha sido um dos jogadores da liga sueca com melhor média de dribles, ações no último terço e passes para finalização por 90 minutos em 2020, e em 2021 esteve mesmo no topo da competição em todos estes registos. Além dos golos e assistências conseguidas esta temporada, Chily foi batido por poucos no que a passes para finalização registados diz respeito e, desses, apenas dois, eram tão (ou mais) novos do que o zambiano. Foi, porém, ao nível da decisão que se notou uma evolução notável de uma temporada para outra e que deixa água na boca face ao potencial e evolução futura do potente atacante zambiano.

O extremo de 21 anos do Djurgården tem uma capacidade de impactar no último terço como poucos, principalmente agora que define bem melhor o tempo de soltar a bola e o espaço a atacar. O seu atleticismo permite-lhe criar vantagens sobre o adversário e ser um elemento desequilibrador que aproveita para ser uma máquina de criação de oportunidades de golo, seja para proveito próprio, seja para proveito coletivo. É que se os registos goleadores face ao esperado dependem somente de si e não foram melhores devido a uma técnica de finalização que precisa de afinação, já os registos esperados de assistências mostram um potencial por explorar: Chilufya assistiu menos do que seria de esperar e, isso, já não é culpa sua. O zambiano criou oportunidades, mas nem sempre foi correspondido com finalizações certeiras por parte dos companheiros.

Ao longo dos últimos anos a Escandinávia tem sido uma porta de entrada fundamental para os jovens talentos africanos e Edward Chilufya é mais um deles. O jovem extremo zambiano demorou o seu tempo a ambientar-se à nova realidade, mas a sua temporada de explosão acabou por chegar. Em 2021, o Tigre foi uma das figuras maiores da Allsvenskan e um dos seus maiores desequilibradores e criadores de oportunidades de golo. Veloz e explosivo, imbatível no um para um e uma ameaça constante à baliza adversária, Edward Chilufya tem o skillset perfeito para triunfar numa das grandes ligas, principalmente, numa equipa que procure atacar em transições rápidas e cujo ataque dependa particularmente da explosividade dos seus avançados. Nisso, Chilufya é incomparável.

Comentários

POSTS RELACIONADOS

{{posts[0].title}}

{{posts[0].date}} {{posts[0].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[1].title}}

{{posts[1].date}} {{posts[1].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[2].title}}

{{posts[2].date}} {{posts[2].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[3].title}}

{{posts[3].date}} {{posts[3].commentsNum}} {{messages_comments}}