Social Media Icons

Top Nav

ERIK BOTHEIM

dez. 16, 2021 0 comments
ERIK BOTHEIM

EM 2021, ERIK BOTHEIM FOI UMA DAS GRANDES REVELAÇÕES DA TEMPORADA NORUEGUESA AFIRMANDO-SE ATÉ NO PLANO INTERNACIONAL COM UM JOGO PARA MAIS TARDE RECORDAR FRENTE À AS ROMA. O JOVEM AVANÇADO TEVE A TEMPORADA QUE HÁ MUITO SE ESPERAVA DELE E DE PATINHO FEIO FEZ-SE UM CISNE

Com a edição de Den grimme ælling em 1843, Hans Christian Andersen mudou a humanidade para sempre. Pela primeira vez, a ascensão de alguém a referência contra todas as expetativas tinha uma ilustração; uma representação. A alegoria invadiu todos os campos da sociedade. Da política ao desporto e, em particular, o futebol, não foi exceção. Bem pelo contrário. Desde sempre o Desporto Rei viveu nessa fantasia e não foram poucas as vezes que um patinho feio se elevou a esbelto cisne. Nos últimos anos, o futebol norueguês viveu-o de perto. Não só com a ascensão do Bodø/Glimt a principal clube do futebol daquele país, mas, mais em particular, em 2021, com a afirmação de Erik Botheim entre a elite do futebol nórdico.

Há muito uma das grandes promessas do futebol norueguês, Erik Botheim demorou a explodir. Tanto, que a esperança em tal acontecimento era já escassa e reservada apenas a alguns poucos, mas bons, otimistas. Natural de Oslo, mas produto da formação do Rosenborg, em Trondheim, foi ainda em 2017 quando tinha apenas 17 anos que Botheim se estreou pela equipa principal do Rosenborg. Internacional por todos os escalões da seleção norueguesa e com presença nos europeus sub-17 e sub-19 de 2017, 2018 e 2019, Botheim foi sempre um dos jogadores de maior cartel na sua geração. Faltava, porém, a afirmação ao mais alto nível.

A afirmação de Erik Botheim no futebol profissional não foi fácil e é ilustrativa do quão pouco linear é a evolução no futebol e o quão determinante é o contexto nessa afirmação. Quando chegou ao Glimt, no início desta temporada, para fazer esquecer a temporada incrível de Kasper Junker pelo clube amarelo, Botheim vinha de um 2020 perfeitamente esquecível e no qual não festejou qualquer golo em dezoito encontros divididos entre Rosenborg e Stabaek. Em anos anteriores, e desde a estreia pelo Rosenborg em 2017, Botheim somava apenas quatro golos enquanto profissional, registo incrivelmente modesto para um homem que chegava ao Círculo Polar Ártico para fazer esquecer outro que partira rumo ao Japão com 28 golos na bagagem.

Poucos foram aqueles que perceberam a ideia do Glimt e a opção por um avançado que, em janeiro de 2021, não passava de uma eterna promessa. A grave lesão de Victor Boniface tornou tudo ainda mais negro para o Glimt. Como era possível replicar a avalanche goleadora de 2020 com Erik Botheim na frente? Eis, porém, que o patinho feio se fez cisne. Botheim encaixou na perfeição no jogo do Glimt e foi determinante não só para a histórica revalidação do título, como para a impressionante campanha europeia que o clube norueguês vai encetando na Conference League. O ponto alto, claro está, naquele épica frente à AS Roma de José Mourinho. Nesse jogo, Erik Botheim esteve em cinco dos seis golos da equipa. Assistiu três, marcou dois.

Só o tempo dirá se estamos na presença de mais um jogador potenciado pelo incrível coletivo montado por Kjetil Knutsen em Bodø, ou se Erik Botheim confirmou por fim o seu potencial. Ao avançado norueguês de 21 anos pede-se agora consistência, mas mostrou, pelo menos, que quando o contexto lhe é favorável (e convenhamos que o Rosenborg e o Stabaek nos últimos anos não o eram), não desperdiça muitas oportunidades. Em 44 jogos pelo Glimt esta temporada, Botheim marcou 23 golos e esteve no passe decisivo para outros sete.

Na liga norueguesa esta temporada só três jogadores marcaram mais do que Erik Botheim: Lehne Olsen (26), Ohi Omoijuanfo (26) e Veton Berisha (22), mas os catorze golos apontados pelo homem do Glimt acabam por não ser particularmente entusiasmantes dado o volume ofensivo criado quase sempre pela equipa bicampeã norueguesa. Se é certo que Botheim ajudou a afastar algumas nuvens negras que pairavam sobre si, as dúvidas em torno do avançado do Glimt não estão ainda totalmente desfeitas. Junker, por exemplo, apontou 27 golos em 2020 e os 14 golos de Botheim em 2021 chegaram em 12.8 xG. Ou seja, apesar de ter marcado acima do esperado, o sobre rendimento não evidencia que estejamos perante um grande finalizador. Em jeito de comparação, os 27 golos de Junker aconteceram para um valor esperado de… 19,8.

Apesar disso, Botheim não comprometeu. O avançado do Glimt foi um dos dez jogadores que mais rematou na Eliteserien em 2021, mas os seus números em matéria de eficácia estão entre os melhores da competição. 50,77% dos seus remates foram enquadrados com a baliza, enquanto 23,08% desses resultaram em golo. Taxas de eficácia acima da média, mas que resultam muito daquilo que foi a qualidade das oportunidades criadas para si, resumindo Botheim, quase sempre, apenas, ao último toque já bem perto da baliza adversária. A esmagadora maioria dos seus remates aconteceu dentro da área e muitos deles dentro da pequena área.

Sem ser particularmente forte no jogo associativo, Botheim encaixa na perfeição no jogo de transições rápidas no qual o Glimt é avassalador e tem a seu favor uma mobilidade e instinto de área que o tornam particularmente perigoso. Mais do que a capacidade técnica, é o faro de golo, posicionamento e capacidade de finalização no jogo aéreo que fazem de Botheim um avançado a ter em conta. Isto, naturalmente, obriga a um contexto muito específico de forma a favorecer o jovem de 21 anos, mas é justo reconhecer que, confortável, Botheim se afirma como uma ameaça. E dada a evolução mostrada esta época, a expetativa é que esta se mantenha nos meses mais próximos e Botheim se torne num jogador cada vez mais completo.

Do alto do seu metro e oitenta, e dos seus setenta quilos, Botheim está longe de ser um avançado possante, mas a sua estrutura permite-lhe ter uma velocidade e espontaneidade fundamentais para o seu jogo. O jovem avançado do Glimt é determinante na pressão exercida pela equipa do Glimt, mas, mais do que isso, a sua explosividade em espaços curtos é fulcral para a movimentação dentro da área. Botheim impressiona na forma como parece adormecer o marcador direto para em seguida surpreende-lo atacando o espaço para finalizar solto de marcação. É imagem de marca o posicionamento entre o central e o lateral, em zona de ninguém, de forma a colocar-se no lado cego do marcador direto e em questão de segundos lhe surgir pela frente em antecipação.

Grande finalizador a um toque (menos quando tem de trabalhar a finalização), nenhum outro jogador marcou mais golos de cabeça esta temporada na Eliteserien. Não sendo um jogador particularmente alto, é aí que se percebe o instinto goleador e qualidade de movimentação do avançado do Glimt. Botheim é um poacher à moda antiga, mas sente algumas dificuldades quando é obrigado a jogar de costas para a baliza e a oferecer apoios frontais aos companheiros - principalmente, segurando passes longos pelo ar. Sintomático desse facto é o baixo número de assistências e passes para finalização registados em 2021, não tendo ido além dos 79% de acerto de passe. A atacar a profundidade, porém, é um jogador muito perigoso.

Em 2021, Erik Botheim foi uma das grandes revelações da temporada norueguesa afirmando-se mesmo no plano internacional com um jogo para mais tarde recordar frente à AS Roma. O jovem avançado do Glimt teve a temporada que há muito se esperava dele e agora resta perceber se, tal como outros antes dele, tal se deveu à sua própria qualidade ou foi simplesmente potenciado pelo coletivo de excelência montado por Knutsen em Bodø. Catorze golos pelo Glimt não impressionam, mas são um bom ponto de partida.

Comentários

Related Posts

{{posts[0].title}}

{{posts[0].date}} {{posts[0].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[1].title}}

{{posts[1].date}} {{posts[1].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[2].title}}

{{posts[2].date}} {{posts[2].commentsNum}} {{messages_comments}}

{{posts[3].title}}

{{posts[3].date}} {{posts[3].commentsNum}} {{messages_comments}}

Recent Comments

Formulário de Contacto